PERIAFRICANIA PRODUÇÕES

Loading...

domingo, 6 de setembro de 2009

O HAITI É LOGO ALÍ: HIP HOP APROXIMA A ILHA REBELDE DA ILHA CARIBENHA



Centenas de jovens e militantes de esquerda se deslocaram de suas casas, escolas ou ambiente de trabalho até a praça “Quilombo Cultural Lagoa Amarela” no centro histórico de São Luís na noite de 04 de setembro para presenciar uma das mais importantes atividades em Solidariedade ao Haiti já realizada no estado do Maranhão. Muitos foram para apreciar o grupo de Hip Hop preferido ou o de sua quebrada e saíram de lá chocados e indignados com as imagens e relatos apresentados nos vídeos “Fora as Tropas Brasileiras do Haiti” e, principalmente, “O Que Se Passa No Haiti”. Um militante da CONLUTAS-MA chegou a afirmar que “nem precisa falar mais nada, as imagens já dizem tudo”. Um momento de extrema emoção foi quando o rapper Preto Roob do grupo “Raio X Nordeste” pediu um minuto de silêncio em memória das vitimas dessa ocupação criminosa no Haiti. Apesar da ansiedade pela espera dos show’s de Hip Hop foi marcante a concentração do público durante a exibição dos vídeos e das falas. Ninguém arredava o pé da praça nem os olhos do telão projetado na parede. Por outro era flagrante o olhar de felicidade dos militantes do Quilombo Urbano e da CONLUTAS pela comemoração de 1 ano de ocupação dessa praça que tem se consolidado como um ambiente de entretenimento e formação política. Enquanto os grupos de rap se apresentavam, oito no total, um grafite era realizado ao lado e vez por outra uma roda de break era aberta no centro da praça; política e cultura de mãos dadas em solidariedade ao Haiti. Há poucos minutos do encerramento da atividade e com a praça ainda lotada, dois militares foram exigir o fim da mesma, alegando a lei do silêncio e o risco de confusões, mas receberam uma verdadeira aula política de jovens aparentemente despolitizados. Tiveram que botar a arrogância entre as pernas e se retirarem do local. Enquanto isso, um playboy semi-adormecido de entorpecente saía de uma casa de show ao lado do “Quilombo Cultural” tentando desesperadamente carregar sua “cinderela” adormecida de “sei lá o que” para o estacionamento. Indubitavelmente o “Haiti é logo ali”, pois a partir desse ato ficou claro para a periferia de São Luís que os reais objetivos da ocupação militar é garantir a dominação econômica do imperialismo nesse país e conter a rebeldia negra da ilha caribenha e não combater “gangues de rua” como propagandeia o governo Lula e os “paus mandados” do Estados Unidos. Esse ato aproximou a “ilha caribenha” (Haiti) das periferias da “ilha rebelde” (São Luís), todos perceberam o quanto somos parecidos e o quanto precisamos está unidos. Parabéns periferia por atender nosso chamamento, parabéns “Lagoa Amarela” por 1 ano de resistência, força Haiti que a liberdade virá.
Movimento Hip Hop Militante “Quilombo Brasil”/ Regional Maranhão “Quilombo Urbano”.

Um comentário:

José Pessoa do MTL disse...

Camaradas, nós do coletivo Brigada Cabana, militantes do Poder Popular - MTL, estamos aguardando contato pra construção de atividades de intercâmbio entre nossas experiências de luta anti-imperialista e anti-racistas.

Enviamos a algum tempo um relatório de reunião onde subscrevemos o manifesto "Pelo fim da gerra interna na periferia".

Saudações de combate socialista!

José Pessoa
Brigada Cabana
Poder Popular
MTL
91/91091474
pessoalobo@yahoo.com.br
brigadacabana@yahoo.com.br